INVERNO QUE CHEGA..

INVERNO  QUE  CHEGA..

PARA REFLETIR

A vida só acontece através do tempo, mas toda a
vida é uma luta para impedir que o tempo passe...
(Rubem Alves)

PENSE NISSO!!

A vida na Terra é somente uma passagem, no entanto, algumas pessoas vivem como se fossem ficar aqui eternamente, e esquecem de ser feliz.

VIDA - UM PRESENTE DO UNIVERSO

O Universo é capaz de organizar todas as circunstâncias e eventos necessários no momento certo e perfeito, e o momento certo diz respeito a você se harmonizar com o seu eu superior. Não tente se apressar na direção da meta. Se você se mantiver vibratoriamente em harmonia com qualquer desejo, o Universo seguramente encontrará uma maneira de torná-lo realidade. (Gill Edwards)

terça-feira, 16 de setembro de 2014

PARA ONDE VAI O AMOR..

Quando deixo de amar, não fico aliviado, eu fico triste.
Porque é se despedir de uma grande parte da própria vida,
é se desapegar de um sentimento que julgava único.
É triste deixar de amar. Profundamente triste.
É sacrificar a personalidade, é nunca mais usar um jeito
de reagir e de falar, nunca mais usar um jeito de beijar e
de abraçar, nunca mais usar um jeito de transar e ser feliz.
Passo a pensar: onde foi parar todo aquele amor?
Onde é que ele se escondeu?
Será que desapareceu ou apenas está dormindo?
Será que terminou mesmo ou é fingimento para suportar
a falta? 
Será que minto para mim para não sofrer tanto?
Será que o amor é um segredo disfarçado de fim?
Será que a minha solidão agora é soberba?
Será que meu contentamento é uma cilada?
Será que me embriaguei de palavras e esqueci o caminho
de volta?
Onde estão aquelas declarações apaixonadas?
Em que parte distante de mim, já que não sobem mais aos olhos?
Para onde foram a ansiedade, o ciúme, a saudade, o desespero
de não ver mais, as implicâncias ruidosas, as concordâncias
silenciosas?
Para onde vai o amor após sumirem as fotos, os quadros,
as mensagens de texto, os bilhetes de flores?
Em que parada de Porto Alegre desembarca a comoção
perdida?
Qual a estação em que o amor acena e evapora?
Que planeta, que dimensão, que oceano?
Ou ele se transforma numa mania nova, num modo de
suspirar, de virar o rosto, de mexer as orelhas?
Ou ele se converte em cinismo religioso, em maldade com
os palhaços, em ironia com noivos, em raiva de qualquer
"save the date" dos amigos?
Para onde vai o amor depois do amor? Me fale, por favor.
As lágrimas, quando secam, permanecem eternamente
na pele?
Não sei. Mas meu rosto está cada vez mais salgado.
(Fabrício Carpinejar)
 
 

4 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Suzana, ainda bem que leio este texto do Carpinejar agora, porque se o tivesse lido em 1975, quando tinha 24 anos, e estava vivendo o inferno da separação amorosa, talvez tivesse ficado mais deprimido.
Um abração. Tenhas um ótimo dia.

Vera Lúcia disse...


Olá Suzana,

Bem bacana esse texto do Fabrício Carpinejar.
É estranho mesmo quando se deixa de amar. Fica um vazio imenso e inexplicável. Não dá para entender, num primeiro momento, que um amor tão cheio de detalhes e intensidade possa simplesmente se evaporar. Mas acontece e logo estamos amando novamente, não igual, mas com intensidade diferente ou até maior.

Beijo.

Felisberto Junior disse...

Olá, Bom dia,amiga Su
gosto da sensibilidade do F.Carpinejar... uma boa pergunta: para onde vai o amor...também,não sei...só sei que os passos que decidimos dar, não nos leva sempre para onde realmente desejamos e que o amor pode vir e pode ir , talvez para sempre e que se verdadeiro, não importa quantos anos se passem, sempre permanecerá, visível ou invisível, no coração...
Obrigado pelo carinho, belo final de semana,beijos!

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida Suzana.. o amor é uma pérola que vai sendo polida dentro de cada um de nós.. ela fica lá dentro.. esperando o nosso amadurecimento para que possamos enfim libertar ela..
o amor nunca vai.. nós é que vamos e quase sempre em círculos procurando por ele que sempre esteve dentro de nós.. bjs e até sempre